Como as Manipulações da Nova Ordem Mundial Moldam os Eventos Globais!







 Por Dentro da Rede de Elite e das Ordens Secretas: Como as Manipulações da Nova Ordem Mundial Moldam os Eventos Globais!



Apertem os cintos, porque você está prestes a ser lançado no centro de uma tempestade tão formidável que silenciosamente dirigiu o curso da história humana por trás das sombras do poder aparente. 

O que vocês foram levados a acreditar como sendo maquinações de governos visíveis e líderes célebres nada mais é do que uma fachada, um véu tão meticulosamente tecido para cegar vocês das orquestrações sinistras de um grupo seleto – os Illuminati.

Aprofunde-se nos corredores escuros do poder, onde a elite não apenas influencia os resultados políticos, mas também os arquiteta com uma precisão que lhe causaria arrepios na espinha. Veja o Arcebispo de Canterbury, por exemplo. Oficialmente, ele é uma figura religiosa de alto nível moral, mas isso é apenas a história de capa.

Na realidade, ele é um Cavaleiro Papal de Francisco I, empenhado numa agenda tão secreta que até os mais altos escalões do poder político ignoram a sua verdadeira profundidade. O papel dele? Garantir que a influência da Igreja permeie todos os níveis da sociedade, orientando a bússola moral das massas para se alinhar com uma direção pré-ordenada e sancionada pelos Illuminati.


Jacob Rothschild, um nome sinónimo de riqueza e influência inimagináveis, exerce o seu poder não apenas através de meios financeiros, mas através de uma rede de títulos de cavaleiros que faria até mesmo as redes de espionagem mais poderosas parecerem amadoras.

O comando de Rothschild sobre a Ordem da Rainha do Império Britânico e a Ordem do Mérito não é apenas honorário; é estratégico. Através destes canais, ele manipula políticas económicas, orquestra crises financeiras e muda subtilmente o poder financeiro global, tudo isto mantendo a fachada de um filantropo benigno.

Nas sombras reais, o duque de Gloucester é um mestre de marionetes entre os titereiros. Como Grão Prior dos Cavaleiros de São João e Primeiro Grão-Diretor da Suprema Grande Loja dos Maçons do Real Arco da Inglaterra, ele supervisiona um império de lojas maçônicas que se infiltram em todos os níveis da sociedade – do judiciário à esfera política. Cada loja atua como um nó em uma vasta rede, uma engrenagem em uma máquina colossal que manipula a partir das sombras, dobrando o arco da história à sua vontade.

Agora, vamos expor uma cena tão envolta em segredo que faz os romances de espionagem parecerem contos de fadas infantis. Imagine a Sede Mundial dos Jesuítas em Roma, um lugar repleto de símbolos e rituais. Aqui reside o coração de suas operações secretas.

A Fênix, exibida de forma proeminente, simboliza seu objetivo final: reduzir a cinzas a atual desordem mundial, apenas para surgir de suas brasas uma civilização nova e totalmente controlada.

Debaixo desta sede, em salas cavernosas iluminadas por tochas, são tomadas decisões que afectam a ascensão e queda de economias e nações.

Atravesse o mundo até os desertos do Iraque, onde opera Nadhmi Auchi, uma bilionária iraquiana-britânica. A sua personalidade pública como empresário mascara um papel mais sombrio como membro da Ordem Real Papal de Francisco I. A rede de Auchi estende-se profundamente na esfera política do Médio Oriente, orquestrando subtilmente mudanças no poder que parecem uma evolução política natural ao olho destreinado.


Suas conexões?

Supostamente ligado ao regime de Saddam Hussein, fornecendo canais financeiros e apoio estratégico, garantindo que o caos continue a ser uma constante, da qual apenas aqueles que estão bem informados podem beneficiar.

Depois, há a história arrepiante de Shimon Peres, um estadista israelense reverenciado na superfície, mas por baixo, um cavaleiro que joga um longo jogo pelo Vaticano. O Monte do Templo, um local sagrado tanto para judeus como para muçulmanos, não foi apenas entregue num gesto diplomático durante os Acordos de Oslo – foi um movimento calculado num esquema de controlo mais grandioso, alinhando locais sagrados sob a sombra do Vaticano.

As histórias da Maçonaria e da Cabala não são apenas legados espirituais ou culturais; são cursos fundamentais no currículo de controle, ensinando aos iniciados como tecer o caos e a ordem na tapeçaria da história. As estranhas semelhanças entre o romanismo e a antiga religião babilónica não são coincidência – são modelos, planos directores a partir dos quais os actuais governantes do mundo desenham as suas estratégias.

Esta é uma realidade, meticulosamente elaborada e executada por aqueles que operam nas sombras. Os riscos são monumentais, os jogadores invisíveis e os resultados catastróficos para aqueles que permanecem no escuro.

A verdade esteve bem na sua frente o tempo todo, escondida à vista de todos, manipulando a sua realidade, uma mão escondida de cada vez. Acorde, pois o jogo é antigo, os jogadores são antigos e seu papel nele é mais do que apenas o de um peão – você é o prêmio.